Macron pede que Trump evite fazer do Irã uma 'nova Coreia do Norte'

Washington, 9 Nov 2017 (AFP) - O Irã se tornará uma "nova Coreia do Norte" se os Estados Unidos abandonarem o acordo nuclear assinado com esse país, alertou o presidente francês, Emmanuel Macron, em uma entrevista publicada nesta quinta-feira (9).

"Se você quer acabar com qualquer relação do Irã com a atividade nuclear, você criará uma nova Coreia do Norte", disse Macron à revista Time, lembrando de suas conversas com o presidente americano, Donald Trump.

"Se acabar com o acordo de 2015, cual é a sua outra opção? Lançar uma guerra? Atacar o Irã? Acho que seria uma loucura", acrescentou.

Macron se referiu ao compromisso firmado em 2015 entre Teerã e seis potências, incluindo Estados Unidos e França, como "o melhor acordo possível com o Irã".

Argumentando que o acordo é muito brando, Trump se recusou em 13 de outubro a "certificar" o texto negociado.

A bola então passou ao Congresso, que foi solicitado pelo presidente a endurecer o tratado. Trump ameaça com a retirada dos Estados Unidos do acordo, caso suas exigências não sejam atendidas.

Para Macron, se isso acontecer a situação pode piorar.

"Porque foi exatamente o que aconteceu com a Coreia do Norte. E logo você acordará 10 ou 12 anos sem qualquer controle, mas com armas nucleares" no Irã, afirmou.

Macron disse que quer que Washington se una a uma iniciativa separada para pressionar o Irã a deixar de fornecer mísseis balísticos a seus aliados na região, em referência ao míssil lançado na semana passada contra a Arábia Saudita pelos rebeldes huthis no Iêmen.

"Deveríamos negociar uma série de critérios e um novo tratado com o Irã para deter suas atividades balísticas na região", apontou.

O mandatário francês também explicou por que Trump não foi convidado para a cúpula sobre o clima de Paris em dezembro.

"Fui muito claro desde o princípio que não haveria nenhuma renegociação do Acordo de Paris", o tratado global de 2015 para combater as mudanças climáticas, disse.

Os Estados Unidos são o único país do mundo fora do acordo.

"Não se pode renegociar com mais de 180, 190 países", disse Macron, insistindo que Trump "reveja sua decisão".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos