Chefe do Hezbollah afirma que premiê libanês está 'detido' na Arábia Saudita

Beirute, 10 Nov 2017 (AFP) - O chefe do movimento xiita Hezbollah acusou nesta sexta-feira (10) a Arábia Saudita de ter "detido" o primeiro-ministro libanês, Saad Hariri, que na última semana anunciou inesperadamente na capital saudita sua renúncia ao cargo.

"O chefe de governo libanês está detido na Arábia Saudita, no momento não é permitido que ele retorne ao Líbano", indicou Hassan Nasrallah, em um discurso exibido na televisão.

Em plena tensão entre a Arábia Saudita e o Irã, Nasrallah afirmou que Riad está incentivando Israel a atacar o Líbano.

"O mais perigoso é que se está incentivando Israel a atacar o Líbano", ressaltou.

"Falo a respeito de informações que confirmam que a Arábia Saudita pediu a Israel para atacar o Líbano", insistiu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos