Protesto em defesa de jovens imigrantes reúne estudantes no Congresso dos EUA

Em Washington

  • Mark Wilson/AFP Photo

    Estudante observa colegas protestando em saguão do Congresso dos EUA nesta quinta

    Estudante observa colegas protestando em saguão do Congresso dos EUA nesta quinta

Centenas de estudantes protestaram nesta quinta-feira 99) no Congresso dos Estados Unidos para exigir a aprovação de uma lei que regularize a situação dos "dreamers", jovens imigrantes que podem perder seu status legal nos próximos meses.

Jovens de todo o país chegaram a Washington um ano após a vitória do presidente republicano Donald Trump, que venceu com um forte discurso contra os imigrantes ilegais e em setembro cancelou o programa que garantia a permanência de cerca de 700 mil imigrantes chegados ao país ainda crianças, a maioria latino-americanos.

O decreto de Ação Diferida para os Chegados na Infância (Daca, em inglês) foi criado em 2012 para conceder um status legal temporário para estes jovens, mas a partir do próximo dia 6 de março o programa começará a ser eliminado gradualmente.

Diante da situação, aumenta o clamor por uma lei que conceda residência permanente aos 'dreamers', inclusive abrindo caminho para sua cidadania.

Estudantes de Nova York, Arizona, Flórida, Novo México, Califórnia, Kansas, Oklahoma e Wisconsin, entre outros estados, assim como de 11 escolas da área de Washington DC, aderiram à convocação da United We Dream.

Um porta-voz da polícia do Capitólio disse à AFP que 15 pessoas foram detidas por "aglomeração, obstrução e perturbação" da ordem durante a manifestação, que ocupou vários andares do prédio Hart do Senado.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos