Theresa May 'não tolerará' tentativas de obstrução parlamentar ao Brexit

Londres, 10 Nov 2017 (AFP) - A primeira-ministra britânica, Theresa May, advertiu nesta sexta-feira aos parlamentares contrários ao Brexit que "não tolerará" tentativas de obstrução para frear ou impedir a saída do país da União Europeia.

"Não toleraremos nenhuma tentativa de utilizar a via de emendas ao projeto de lei para tentar bloquear a vontade democrática do povo britânico, que tentem frear ou suspender nossa saída da União Europeia", escreveu a primeira-ministra no Daily Telegraph.

"O Reino Unido abandonará a União Europeia em 29 de março de 2019", afirmou.

Estas afirmações acontecem enquanto o britânico John Kerr, redator do artigo 50 do Tratado de Lisboa que propõe uma porta de saída da UE e foi invocado em março por Londres, previa insistir na sexta-feira no argumento de que o processo não é irreversível.

"Não somos obrigados a sair (da UE) só porque a Sra. May enviou a carta" para ativar o artigo 50, previa declarar Lord Kerr, em uma coletiva organizada pelo movimento pró-europeu Open Britain. "Podemos mudar de ideia a qualquer momento do processo".

O governo britânico anunciou nesta quinta-feira à noite que o Brexit será no dia 29 de março de 2019 às 23H00 GMT, uma precisão que será objeto de emenda ao projeto de lei de saída da UE a debate no Parlamento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos