Viagem de Trump pela Ásia é 'belicista', denuncia Pyongyang

Seul, 11 Nov 2017 (AFP) - A Coreia do Norte acusou, neste sábado (11), o presidente americano, Donald Trump, de fazer uma viagem "belicista" pela Ásia que apenas reforçará as ambições nucleares de Pyongyang.

Um porta-voz do Ministério norte-coreano das Relações Exteriores criticou a turnê "belicista com a intenção de ter uma confrontação para privar a República Popular e Democrática da Coreia de dissuasão nuclear", informou a agência oficial de notícias KCNA.

As advertências do presidente americano "nunca poderão nos atemorizar, nem frear nossos avanços", garantiu o assessor, segundo a KCNA.

"Pelo contrário, nos estimulam a acelerar os esforços para a grande causa, que consiste em chegar a uma força nuclear nacional", acrescentou.

Estes são os primeiros comentários por parte da Coreia do Norte desde o início da longa viagem de Trump, a qual tem o programa nuclear norte-coreano no topo da agenda. O presidente americano já passou por Japão, Coreia do Sul e China.

Trump participa da cúpula da Apec em Danang, no Vietnã. Ele viaja neste sábado para Hanói, seguindo para as Filipinas, última etapa de sua viagem.

Na última quarta-feira, em discurso na Assembleia Nacional sul-coreana, Donald Trump pediu ao líder norte-coreano, Kim Jong-un, que não subestimasse a determinação dos Estados Unidos.

O magnata nova-iorquino pediu à China, principal aliado comercial de Pyongyang, e à Rússia, que formem uma frente unida contra a Coreia do Norte.

Ontem, diante dos chefes de Estado da Ásia-Pacífico (Apec) em Danang, no Vietnã, Trump voltou a denunciar as "fantasias" do "ditador" de Pyongyang, defendendo que a Ásia não pode acabar como refém do regime norte-coreano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos