Rebeldes afirmam que ataque destruiu sistema de navegação aéreo no Iêmen

Sana, 14 Nov 2017 (AFP) - A Autoridade da Aviação Civil na capital do Iêmen, controlada pelos rebeldes huthis, afirmou nesta terça-feira que um ataque aéreo, atribuído aos sauditas, destruiu o sistema de navegação do aeroporto de Sanaa.

Além disso, dez pessoas morreram e várias ficaram feridas em um ataque com carro-bomba contra um posto de segurança em Áden, a segunda cidade do país, e foi reinvidicado pelo grupo Estado Islâmico (EI).

O ataque da coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita provocou "a destruição total do sistema de navegação por rádio, interrompendo os únicos voos para o aeroporto de Sana, ou seja, os das Nações Unidas e outras organizações humanitárias internacionais", assegura um comunicado citado pela agência rebelde Saba.

Desde o lançamento de um míssil no início de novembro por parte dos rebeldes xiitas huthis, interceptado sobre a capital saudita, a coalizão árabe acusou o Irã de fornecer esse tipo de mísseis aos rebeldes e reforçou o bloqueio marítimo, aéreo e terrestre em torno do Iêmen.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos