Trump: acusações sexuais contra candidato republicano são 'preocupantes'

Washington, 16 Nov 2017 (AFP) - O presidente americano, Donald Trump, qualificou de "preocupantes" as acusações de agressão sexual contra Roy Moore, candidato republicano ao Senado pelo Alabama, mas assinalou que não cabe a ele exigir sua renúncia, informou seu porta-voz nesta quinta-feira.

Moore, ex-juiz no Alabama e conservador fervoroso, nega as denúncias públicas e insiste em se apresentar às eleições de 12 de dezembro. No entanto, os líderes republicanos no Congresso e diversas personalidades de seu partido lhe deram as costas.

"O presidente acredita que essas acusações são muito preocupantes e devem ser levadas a sério", declarou a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders.

Segundo explicou, o presidente considera que se for confirmado Moore deveria retirar sua candidatura, mas apontou que Trump não tem intenção de se referir a essa questão.

"O presidente considera que é uma decisão que corresponde aos cidadãos do Alabama ser tomada", reiterou a porta-voz.

Várias mulheres lançaram publicamente contra a conduta sexual inapropriada de Moore, que inclui beijos, agressões sexuais e toques. A mais jovem tinha 14 anos quando ocorreram os supostos casos, no fim da década de 1970.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos