Forças Armadas do Zimbábue anunciam detenções de pessoas ligadas a Mugabe

Harare, 17 Nov 2017 (AFP) - As Forças Armadas de Zimbábue, que controlam a capital Harare, anunciaram nesta sexta-feira a detenção de várias pessoas ligadas ao presidente Robert Mugabe, com quem estão discutindo sobre "a próxima etapa".

"Queremos informar a nação que aconteceram avanços significativos na operação anticorrupção no partido Zanu-PF do presidente Mugabe", afirma um comunicado das Forças Armadas publicado no jornal estatal The Herald.

"Prendemos vários criminosos e outros estão foragidos", completa o texto.

"Atualmente estamos discutindo com o comandante em chefe (Mugabe) sobre a próxima etapa e informaremos o resultado das discussões quando possível", afirma o comunicado militar.

O ex-vice-presidente do Zimbábue, Emmerson Mnangagwa, cuja destituição em 6 de novembro provocou o golpe de Estado das Forças Armadas contra Mugabe, retornou ao Zimbábue, informaram fontes de sua equipe.

"Sim. Retornou", disse uma fonte próxima a Mnangagwa, vinculada aos militares, que pediu anonimato.

sn-bed/pa/zm/ra/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos