China quer diálogo depois que Trump designou a Coreia do Norte como "patrocinador do terrorismo"

Pequim, 21 Nov 2017 (AFP) - A China pediu nesta terça-feira a adoção da "via correta do diálogo" para resolver a questão nuclear norte-coreana, depois que o governo dos Estados Unidos voltou a incluir a Coreia do Norte na lista dos "Estados que apoiam o terrorismo".

"Esperamos que todas as partes envolvidas possam fazer mais para favorecer a diminuição das tensões, o retorno das partes às conversações de paz e que adotem a via correta do diálogo e das negociações para resolver p problema na península", disse Lu Kang, porta-voz do ministério chinês das Relações Exteriores.

jug-ehl/lch/es.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos