Palestinos congelam encontros com americanos

Ramallah, Territórios palestinos, 21 Nov 2017 (AFP) - Os palestinos decidiram congelar os encontros com representantes americanos, após o anúncio pelo governo de Donald Trump do fechamento futuro da representação palestina em Washington, informaram autoridades palestinas nesta terça-feira.

"Por que nos encontraríamos com eles, agora que vão fechar nosso escritório", declarou o ministro palestino das Relações Exteriores, Riyad al-Malki, em mensagem à AFP.

"Ao fechar o escritório (da Organização de Libertação da Palestina - OLP) eles congelam qualquer encontro. Só estamos oficializando este fato", acrescentou.

Um porta-voz da OLP, Achraf Khatib, indicou à AFP que o presidente da organização, Mahmud Abbas, instruiu o "corte das linhas de comunicação com os americanos".

Os palestinos cumprem assim as ameaças feitas na semana passada, depois que o governo americano informou que fecharia o escritório da representação da OLP, uma espécie de embaixada da organização reconhecida pela ONU como a representante do povo palestino.

As autoridades palestinas expressaram abertamente seu descontentamento após o anúncio americano.

he-jod-lal/feb/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos