Cinco soldados ucranianos mortos na região separatista do leste

Kiev, 24 Nov 2017 (AFP) - Cinco soldados ucranianos ficaram mortos na quinta-feira em confrontos com rebeldes separatistas pró-russos na região de Lugansk (leste da Ucrânia), anunciou nesta sexta-feira uma fonte oficial em Kiev.

Trata-se do maior número de vítimas registrado em apenas um dia pelas forças ucranianas desde o cessar-fogo que entrou em vigor em agosto.

Os combates aconteceram perto da localidade de Krymskoe, a aproximadamente 40 km do norte de Lugansk, "a capital de uma das duas regiões separatistas que escapam do controle de Kiev", informou o secretário do Conselho de Segurança Nacional e Defesa da Ucrânia, Oleksandr Turchýnov.

O político acusou a Rússia de "ter aumentado seu contingente militar nos territórios ocupados", em referência às duas "repúblicas" autoproclamadas de Lugansk e Donetsk.

A Ucrânia é cenário desde abril de 2014 de um conflito entre o governo e os separatistas pró-russos apoiados, segundo Kiev e os ocidentais, pela Rússia, que deixou mais de 10.000 mortos.

Os acordos de paz assinados em Minsk em 2015 instauraram vários períodos de trégua, permitindo em grande medida o fim da violência.

As medidas políticas incluídas nesses acordos não foram colocadas em prática, um fracasso que nenhuma das partes assume como seu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos