EUA: três chineses acusados de pirataria da Moody's e Siemens

Washington, 27 Nov 2017 (AFP) - O Departamento de Justiça dos Estados Unidos acusou três especialistas chineses em segurança informática de hackear e roubar informações da empresa de análises Moody's, da companhia de tecnologia Siemens, e da empresa de GPS Trimble.

Os três acusados estão associados com a Guangzhou Boyu Information Technology Company, conhecida como Boyusec e com sede em Guangdong, que alguns analistas afirmam ter ligações com as autoridades de segurança estatal chinesas.

Foram acusados de fraude informática, fraude, roubo de identidade e roubo de segredos industriais.

A acusação menciona o cofundador da Boyusec Wu Yingzhuo, seu diretor executivo Dong Hao, e Xia Lei, um funcionário.

Segundo a Procuradoria americana, os três hackearam o servidor de e-mail da Moody's Analytics em 2011 para ter acesso aos correios eletrônicos de uma pessoa descrita como um economista de alto nível, perfil que aponta para o chefe econômico da Moody's, Mark Zandi.

A Moody's não confirmou ou negou, mas disse que "trabalhou de perto" com a investigação e não perdeu clientes nem dados de seus funcionários no ciberataque.

Em 2014 os três chineses irromperam nos sistemas da gigante industrial alemã Siemens e roubaram uma grande quantidade de arquivos e dados de seus negócios em energia, tecnologia e transporte, segundo o documento americano.

Em 2015 e 2016 também roubaram informações sobre hardware e software de um novo sistema global de navegação por satélite que a Trimble estava desenvolvendo.

A acusação não informou o que a Boyusec fez com a informação, uma parte da qual tinha claro valor comercial.

Em 2015, durante a administração do presidente americano Barack Obama, o líder chinês Xi Jinping prometeu deter a espionagem industrial chinesa. Desde então essa prática se reduziu consideravelmente, mas não desapareceu.

Há vários anos a Boyusec é vista como um ator suspeito por empresas de segurança.

Este ano a Record Future, uma empresa de vigilância de ameaças que é apoiada pela CIA, indicou que a Boyusec trabalha "representando o Ministério de Segurança Estatal da China".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos