PUBLICIDADE
Topo

Internacional

OIM: 3.000 migrantes morreram no Mediterrâneo desde janeiro

28/11/2017 13h26

Genebra, 28 Nov 2017 (AFP) - Três mil migrantes e refugiados morreram desde o início do ano atravessando o Mediterrâneo para tentar chegar ao litoral europeu, anunciou a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

"O número atual é de 3.033 pessoas mortas atravessando o Mediterrâneo por três rotas", afirmou um porta-voz da OIM, Joel Millman.

No ano passado, morreram 5.000 migrantes e refugiados na mesma travessia, uma cifra recorde.

"Estas notícias, acrescidas à informação sobre o mercado de escravos na Líbia, as privações de que está nas mãos de traficantes e as condições difíceis nos centros de retenção líbias, exigem nossa atenção", afirmou o diretor-geral da OIM, William Lacy Swing, citado em um comunicado.

Segundo as últimas cifras da OIM publicadas nesta terça, cerca de 164.000 migrantes e refugiados chegaram à Europa por mar desde 1o. de janeiro de 2017 (frente a 348.600 durante o mesmo período em 2016), dos quais 75% à Itália.

Internacional