Juiz espanhol decidirá na segunda se liberta separatistas catalãs

Madri, 1 dez 2017 (AFP) - Os dez líderes separatistas catalães em detenção comparecem nesta sexta-feira ante à Justiça espanhola, e deverão esperar até segunda-feira para saber se serão libertados e poderão participar da campanha eleitoral regional para 21 de dezembro.

Em uma carta ao Supremo Tribunal, todos pediram a sua libertação, que eles esperavam obter nesta sexta-feira.

No entanto, o juiz Pablo Llarena declarou aos advogados que ele não tomará a decisão até a próxima segunda-feira, ou seja, horas antes do início da campanha eleitoral, que começa oficialmente em 5 de dezembro.

As pesquisas apontam uma vitória sem maioria absoluta para Esquerra Republicana de Catalunya (ERC), o partido separatista do ex-vice-presidente catalão Oriol Junqueras.

Os líderes da independência foram presos no dia 2 de novembro e sete deles são candidatos para as eleições de 21 de dezembro.

O presidente destituído do governo catalão, Carles Puigdemont, segue em Bruxelas, à espera de uma decisão da justiça a respeito de um mandado de prisão emitido por Madri.

dbh-avl/zm/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos