Pacote suspeito é encontrado em feira natalina na cidade alemã de Potsdam

Berlim, 1 dez 2017 (AFP) - Um pacote suspeito foi encontrado em um mercado natalino da cidade alemã de Potsdam, nas proximidades de Berlim - anunciaram as autoridades nesta sexta-feira (1º), quase um ano depois do mais letal ataque extremista realizado na Alemanha.

Ainda que a Polícia tenha informado, em um primeiro momento, tratar-se de um artefato explosivo, pouco depois, o ministro do Interior do estado regional de Brandenburgo, Karl-Heinz Schröter, afirmou que "não está claro que seja um explosivo", por meio de declarações feitas à cadeia de televisão n-TV.

"De qualquer forma, deve ser analisado" e "estamos no início" das investigações, insistiu o ministro, enquanto os especialistas da Polícia neutralizavam o pacote suspeito.

No momento seguinte, a Polícia ressaltou não ter encontrado qualquer detonador. Em um tuíte, detalhou que o pacote suspeito era um "objeto cilíndrico com cabos, baterias e pregos".

Segundo Schröter, "com certeza havia pólvora" nesse objeto.

De acordo com a Polícia, um homem entregou o pacote, contendo uma caixa de metal, a uma farmácia localizada em frente ao mercado natalino.

Um funcionário do estabelecimento alertou a Polícia, que ordenou evacuar uma parte do centro dessa cidade situada no leste da Alemanha.

- Evacuação -O pacote suspeito foi descoberto por volta das 14h30 local (11h30, no horário de Brasília), segundo outro porta-voz da Polícia, citado pela rádio local RBB24.

Uma parte do mercado natalino foi evacuado, enquanto, na outra, o público continuava seu passeio entre as barracas que vendiam comidas e bebidas. No momento em que o pacote foi encontrado, esse mercado estava lotado, declarou o organizador da feira, Peter Klemma, à n-TV.

Todos os anos, o mercado natalino é montado e fica aberto durante todo o mês de dezembro nessa cidade turística, conhecida principalmente pelo Palácio de Sanssouci.

Em dezembro de 2016, o mercado natalino de Berlim foi cenário de um ataque com caminhão, que deixou 12 mortos e mais de 70 feridos, reivindicado pela organização extremista Estado Islâmico (EI). Foi o atentado mais letal ocorrido na Alemanha até o momento.

Há dois anos, o país vem sendo alvo de vários ataques reivindicados pelo EI.

O ministro do Interior, Thomas de Maizière, reafirmou na quinta-feira que a Alemanha mantém o estado de emergência e continua sendo alvo dos extremistas.

A temporada dos mercados natalinos, muito apreciados pelos alemães, começou esta semana por todo o país. O do centro de Berlim, onde ocorreu o ataque do ano passado, está sob forte esquema de segurança.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos