Restabelecer controles fronteiriços na ilha da Irlanda é inevitável

Londres, 1 dez 2017 (AFP) - O restabelecimento dos postos fronteiriços entre a República de Irlanda e britânica Irlanda do Norte parecem inevitáveis quando o Reino Unido deixar a União Europeia (UE), concluiu um comitê parlamentar britânico nesta sexta-feira.

O Comitê sobre a saída da UE, um painel de deputados que escrutina o ministério do Brexit, disse que a decisão do governo britânico de retirar-se do mercado único europeu e da união aduaneira parece impossível de reconciliar com sua pretensão de manter uma fronteira com a Irlanda "sem fricções", como costuma afirmar.

O destino da fronteira entre o sul irlandês e o norte britânico se tornou o principal entrave para que as negociações avancem para discutir as futuras relações comerciais. O tema protagonizará a cúpula europeia de 14 e 15 de dezembro.

Nesta sexta-feira, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, e o primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar, se reunirão em Dublin para abordar o tema.

O governo irlandês tampouco quer uma fronteira com ecos dos piores anos do conflito norte-irlandês -com militares e policiais a ambos os lados- e poderia prejudicar a economia da zona fronteiriça, cuja melhora nos últimos anos é um dos fatores de pacificação no conflito entre católicos republicanos e protestantes unionistas.

O comitê parlamentar britânico estimou que algumas ideias esboçadas pelo governo britânico, como a de instalar tecnologia para que os controles fronteiriços sejam praticamente invisíveis, "não se provaram nunca" e entram no terreno da especulação.

"Não vemos de que modo seria possível reconciliar a ausência de fronteira com a política do governo de deixar o mercado único e a união aduaneira".

Nem todos os membros do comitê apoiaram as conclusões, das que se desmarcaram alguns deputados conservadores pró-Brexit, que na campanha do referendo de junho de 2016 asseguravam que a saída da UE não deveria ter maiores custos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos