TSE de Honduras adia declaração do vencedor da eleição presidencial

Tegucigalpa, 1 dez 2017 (AFP) - O Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) de Honduras adiou a declaração do vencedor das eleições de domingo até processar atas com inconsistências na votação, que apontam uma leve vantagem do presidente Juan Orlando Hernández sobre o opositor Salvador Nasralla, que denunciou uma "fraude".

O presidente do TSE, David Matamoros, afirmou que o resultado definitivo será revelado depois da revisão da contagem dos votos das "atas especiais" que apresentam anomalias.

A lenta apuração do TSE - atualmente em 94,31% das urnas - mostra a liderança do presidente Hernández, do Partido Nacional, com 42,92% dos votos, contra 41,42% do esquerdista Nasralla.

"Não vamos fazer mais anúncios até o fim do processo de revisão das atas", anunciou Matamoros.

A pressão nas ruas aumentou com a longa espera pelo resultado da eleição. A polícia usou gás lacrimogêneo para reprimir um protesto de seguidores de Nasralla em Tegucigalpa.

Incidentes violentos também foram registrados em outras cidades.

Simpatizantes da Aliança de Oposição Contra a Ditadura, bloco de apoio a Nasralla, enfrentaram as forças de segurança durante protestos para denunciar o que consideram uma fraude eleitoral.

Nasralla convocou manifestações para defender o que considera sua vitória e denunciar uma "fraude".

A missão de observadores da Organização dos Estados Americanos (OEA) pediu, em uma nota enviada ao presidente do TSE, "o processamento de todas as atas" e a uma garantia de "absoluta transparência" da apuração.

Hernández, de 49 anos, busca um segundo mandato amparado por uma decisão da justiça, apesar da Constituição proibir a reeleição em Honduras.

Nasralla, de 64 anos e sem experiência política, representa a Aliança Opositora, bloco de esquerda liderado pelo ex-presidente Manuel Zelaya.

mas-nl/spc/cd/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos