Governo venezuelano e oposição concluem negociação sem acordos

Santo Domingo, 2 dez 2017 (AFP) - O governo e a oposição da Venezuela concluíram neste sábado sem acordos dois dias de negociações na República Dominicana, mas marcaram uma nova reunião para 15 de dezembro, informou o presidente anfitrião, Danilo Medina.

"Governo e oposição declaram que houve avanços significativos na busca de um acordo. (...) No próximo 15 de dezembro realizaremos uma nova reunião de negociação, aqui em Santo Domingo, com o objetivo de chegar a um acordo", indicaram as partes em um comunicado lido por Medina.

O texto destaca que na rodada de diálogos iniciada na sexta-feira foi estabelecida "a firme vontade" de chegar a um acordo.

A coalizão opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD) busca a abertura de um "canal humanitário" para alimentos e medicamentos, em grave escassez, e o estabelecimento de condições "justas" para as eleições presidenciais de 2018.

O governo do presidente Nicolás Maduro, por sua vez, exige aos dirigentes opositores defenderem o fim das sanções dos Estados Unidos que proíbem seus cidadãos e empresas de negociarem novas dívidas emitidas pelo governo e pela petroleira estatal PDVSA.

Maduro busca renegociar a dívida externa, estimada em cerca de 150 bilhões de dólares.

A Venezuela e a PDVSA foram declaradas recentemente em default por grupos de detentores de bônus e agências de classificação de risco devido ao atraso em pagamentos de capital e juros de títulos da dívida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos