Iêmen: ex-presidente Saleh foi morto, confirma dirigente do partido

Sana, 4 dez 2017 (AFP) - O ex-presidente iemenita Ali Abdullah Saleh foi morto pelos rebeldes huthis, confirmou nesta segunda-feira à AFP Faïka al-Sayyed, um dirigente de seu partido, o Congresso Popular Geral (CPG).

"Ele caiu como um mártir defendendo a República", declarou o dirigente, atribuindo a morte aos huthis.

Os rebeldes iemenitas afirmaram mais cedo que Saleh, com o qual estavam em conflito, foi morto durante os combates na capital Sanaa.

"O ministério do Interior (controlado pelos rebeldes) anuncia o fim da milícia da traição e a morte de seu líder (Ali Abdallah Saleh) e de alguns de seus elementos criminosos", indicou a televisão dos huthis, Al-Massirah, citando um comunicado das autoridades rebeldes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos