Investigação criminal de Harvey Weinstein avança, diz polícia

Nova York, 4 dez 2017 (AFP) - Uma investigação criminal sobre acusações de agressão sexual contra o produtor de Hollywood, Harvey Weinstein, está avançando, disse o detetive-chefe da Polícia de Nova York, Robert Boyce.

"Este caso está avançando neste momento", disse ele em um comunicado, citando um contato regular com o procurador do distrito de Manhattan, Cyrus Vance Jr.

"Não houve nenhuma determinação sobre aonde está indo, sobre uma linha de tempo ou sobre quando vai a um grande júri", explicou o funcionário do Departamento de Polícia de Nova York.

Boyce disse ter enviado detetives a Los Angeles para cuidar do caso.

"Estou com dois detetives em Los Angeles agora. Mandei-os para Paris. Eu os enviei praticamente para o mundo todo... Mais mulheres se manifestando é uma coisa boa. Nós vemos um aumento significativo de pessoas que se apresentam e tendo fé", ressaltou.

A atriz de Nova York, Paz de la Huerta, afirma que Weinstein a estuprou em sua casa de Manhattan em 2010.

Mais de 100 mulheres tornaram públicas desde outubro acusações contra Weinstein nos últimos 40 anos, que vão de intimidação a estupro.

Entretanto, muitas das denúncias não podem ser investigadas criminalmente pelo fato de os supostos crimes terem prescrito.

Poucas mulheres apresentaram acusações criminais: esse foi o caso de Paz de la Huerta e outras duas mulheres em Los Angeles e Londres.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos