Rebeldes iemenitas afirmam que ex-presidente Saleh foi morto

Sana, 4 dez 2017 (AFP) - Os rebeldes iemenitas huthis afirmaram nesta segunda-feira (4) que o ex-presidente Ali Abdallah Saleh, com o qual estavam em conflito, foi morto durante os combates na capital Sanaa.

"O ministério do Interior (controlado pelos rebeldes) anuncia o fim da milícia da traição e a morte de seu líder (Ali Abdallah Saleh) e de alguns de seus elementos criminosos", indicou a televisão dos huthis, Al-Massirah, citando um comunicado das autoridades rebeldes.

A morte do ex-presidente de 75 anos ainda não foi confirmada por seu partido, o Congresso Geral do Povo (CPG) ou por parentes.

Fotos e vídeos, aparentemente feitos por rebeldes, circulavam nas redes sociais logo antes do anúncio dos huthis, mostrando o que parece ser o ex-presidente, aparentemente sem vida, com um corte profundo atrás da cabeça.

Um vídeo mostra ele sendo carregado em um cobertor florido, o rosto imóvel e a camisa ensanguentada.

Um fotógrafo da AFP conseguiu se aproximar da residência do ex-presidente em Hadda, distrito ao sul da capital, mas não conseguiu entrar.

Ele constatou que a residência foi muito danificada pelos combates.

Ali Abdallah Saleh presidiu o Iêmen por 33 anos antes de ceder o poder em 2012 sob pressão das ruas.

Em 2014, ele se aliou aos rebeldes xiitas apoiados pelo Irã para assumir o controle de Sanaa antes de anunciar a ruptura da aliança nos últimos dias. Líderes huthis então o ameaçaram de morte.

A crise entre Saleh e os huthis pelo controle das finanças e o poder, agravada por suspeitas de contatos secretos entre o ex-presidente e Riad, degenerou na capital iemenita, que eles controlavam juntos há mais de três anos.

Os combates entre esses ex-aliados deixaram pelo menos 100 mortos ou feridos nos dois lados desde a quarta-feira passada, de acordo com fontes de segurança e hospitalares.

No sábado, Saleh declarou que estava pronto para abrir "uma nova página" com os sauditas que se tornaram seus inimigos nos últimos anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos