Republicanos querem evitar paralisação do governo dos EUA

Washington, 4 dez 2017 (AFP) - A maioria republicana do Congresso dos Estados Unidos acredita que vai conseguir evitar o bloqueio do governo e dos serviços públicos previsto se o financiamento federal não for renovado antes da sexta-feira (8).

"Não vai acontecer um apagão do governo. Simplesmente não vai acontecer", garantiu o líder republicano do Senado, Mitch McConnell, à emissora ABC.

O governo federal só tem financiamento até a noite de sexta-feira. Se um novo orçamento não for aprovado, funcionários públicos considerados não essenciais não poderão trabalhar, porque os escritórios vão ficar fechados.

O último "shutdown" aconteceu em 2013, quando os republicanos não aprovaram o orçamento de Barack Obama.

Legisladores republicanos propõem estender até o dia 22 o prazo que se encerra na sexta, a fim de ganhar tempo e resolver o financiamento até 30 de setembro de 2018, dia em que se encerra o ano fiscal.

Os democratas são minoria, mas têm votos o bastante para bloquear medidas orçamentárias e usam esse poder para obter concessões.

No topo da lista está o destino dos "Dreamers", jovens que entraram ilegalmente nos Estados Unidos, cuja proteção legal expira em março, porque o presidente Donald Trump revogou medidas favoráveis a eles promovidas por Obama.

Líderes democratas não deram indícios de suas intenções, mas destacam que a responsabilidade é do partido Republicano, que controla as duas Câmaras e a Casa Branca.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos