Temer e Evo Morales deixam atritos de lado e falam de cooperação

Brasília, 5 dez 2017 (AFP) - O presidente Michel Temer e seu contraparte boliviano, Evo Morales, assinaram, nesta terça-feira (5), em Brasília, acordos nas áreas de energia, segurança nas fronteiras e transportes, deixando para trás as tensões diplomáticas desatadas após o impeachment de Dilma Rousseff, em 2016.

"A Bolívia precisa do Brasil", disse Morales, resumindo o clima do encontro.

No ano passado, ele chamou de volta seu embaixador para consultas, em protesto ao que considerou um golpe parlamentar para destituir sua aliada, Dilma.

Em um almoço com representantes dos dois governos e diversos políticos brasileiros, Temer fez uma rápida menção a um possível projeto ferroviário para exportar produtos brasileiros para a Ásia pelo oceano Pacífico, passando pela Bolívia.

Já Morales, que chamou Temer de "hermano", demonstrou muito mais entusiasmo por essa iniciativa. Ele comparou o tempo de entrega de mercadorias brasileiras a Xangai: 58 dias navegando pelo Cabo de Hornos, 67 dias pelo canal do Panamá, ou 36 dias pela ferrovia proposta, chamada de "corredor bioceânico".

"É reduzir distância, combustível e tempo", disse o líder socialista, de 58 anos, que acaba de receber luz verde para se candidatar a um quarto mandato.

Os planos de desenvolver ferrovias para que o Brasil exporte para a Ásia por portos peruanos no oceano Pacífico - já que a Bolívia não tem fronteira marinha - são anseios antigos, que nunca conseguiram ser concretizados.

A reunião entre Temer e Morales tinha sido adiada duas vezes por problemas de saúde do mandatário brasileiro.

O Brasil é o maior importador de produtos bolivianos. Em 2016, as trocas comerciais bilaterais somaram 3,8 bilhões de dólares, segundo dados do Ministério de Relações Exteriores do Brasil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos