Autor de atentado na Tailândia condenado a 27 anos de prisão

Bangcoc, 6 dez 2017 (AFP) - Um tailandês foi condenado nesta quarta-feira a 27 anos de prisão pela explosão de uma bomba de fabricação caseira em maio em um hospital militar de Bangcoc, um atentado que deixou 21 feridos.

O indivíduo, um engenheiro aposentado de 62 anos, admitiu que atuou por "ódio" à ditadura militar.

A bomba, detonada em uma sala de espera do hospital, explodiu no aniversário de três anos do golpe de Estado militar de maio de 2014.

"Cada golpe de Estado comporta um desastre econômico e uma restrição dos direitos humanos", afirmou o réu em junho.

O atentado deixou 21 feridos em uma sala de espera do hospital rei Mongkut, principalmente por conta dos pregos que estavam presos à bomba.

Os militares tailandeses estão no poder desde 22 de maio de 2014, quando um golpe de Estado derrubou o governo eleito da então primeira-ministra Yingluck Shinawatra.

Desde 1932, os militares tailandeses organizaram com êxito 12 golpes de Estado, dois deles nos últimos anos, em 2006 e em 2014.

ask-tib/ple/jvb/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos