PUBLICIDADE
Topo

Ventos retornam e Califórnia emite alerta para incêndio

20/12/2017 06h03

Los Angeles, 20 dez 2017 (AFP) - Depois de alguns dias de trégua, os ventos retornaram à região do grande incêndio Thomas na Califórnia, que já está quase do tamanho de Los Angeles e que os bombeiros combatem em um clima muito seco, que dificulta suas ações.

Este incêndio já devastou mais de 110.000 hectares - - 1.100 km2 e a área da cidade de Los Angeles é de 1.300 km2 - desde seu início em 4 de dezembro. As chamas estão controladas em 55%, segundo o Departamento de Bombeiros do estado (Cal Fire).

Este é considerado o segundo maior incêndio no estado desde 1932.

O serviço meteorológico emitiu um alerta vermelho "com efeito a partir da quarta-feira à tarde e até quinta-feira pela manhã, com rajadas de vento e baixa umidade nas montanhas da área afetada.

Os bombeiros aproveitaram os ventos mais fracos de segunda-feira e terça-feira para combater o grande incêndio, que destruiu pouco mais 1.300 estruturas na região.

O Cal Fire informou que a área de maior preocupação é a cidade de Montecito, onde no sábado choveram cinzas sobre as colinas secas e as mansões de milhões de dólares.

Apesar do alerta, Mark Brown, diretor de operações do Cal Fire, afirmou que a terça-feira foi um dia muito produtivo, com muitas linhas de contenção construídas ao redor do incêndio principal e alguns outros focos.

"Não estamos reduzindo a vigilância. Ainda existe um risco", disse.

Apenas um incêndio queimou uma superfície maior na Califórnia que o Thomas, o Cedar Fire de 2003 com 110.578 hectares.

O Congresso dos Estados Unidos preparou uma medida excepcional de 81 bilhões de dólares para ajudar os estados afetados pelas recentes catástrofes naturais, incluindo a Califórnia, além de Porto Rico, Texas e Flórida.