Roma se diverte com sua árvore de Natal 'pelada'

Roma, 21 dez 2017 (AFP) - Criticada, dada como morta, "a pelada" árvore de Natal de Roma murchou antes de 25 de dezembro e se tornou motivo de piada entre os internautas.

Diante da situação, a prefeita da capital decidiu abrir uma investigação para determinar as causas da "morte" prematura do pinheiro.

"Lidamos com a situação com um sorriso no rosto. De toda forma, abrimos uma investigação interna para saber o motivo de ter secado e pediremos uma indenização. Continua onde estava, nos afeiçoamos a ele", assegurou nesta quinta-feira a prefeita, Virgina Raggi, à margem da inauguração do presépio de Roma na praça de Espanha.

Programado para permanecer ao menos um mês na cêntrica Piazza Venezia, o pinheiro de 25 metros rapidamente ficou frágil e com as folhas secas, se tornando alvo de piadas e comentários amargos nas redes sociais, que o batizaram de "Spelacchio", "o pelado".

"É a metáfora da capital", tuitou um usuário, enquanto outro se perguntava: "a que horas abre a capela queimada?".

Nesta quinta-feira, um grupo de jovens vestidos com jalecos brancos foi até "a cena do crime" para determinar quem o matou.

Para alguns "a agonia do pinheiro" representa a criticada gestão da prefeita Raggi, do Movimento 5 Estrelas, eleita em junho de 2016 como representante da formação antissistema.

"A árvore durou o mesmo tempo que os assessores da prefeita", brincou outro usuário, referindo-se aos vários colaboradores que passaram pela prefeitura.

"Na Rússia batizaram nosso pinheiro de 'escova de vaso sanitário'", fez piada o jornal Il Messaggero.

Segundo o jornal, o pinheiro secou porque foi parcialmente coberto durante seu transporte da floresta de Dolomitas, no norte do país.

"É vendido vivo ou morto por 48.000 euros", sustenta o jornal se referindo ao seu custo.

bur-kv/mb/cb

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos