Polícia iraniana prende 230 jovens em noitadas mistas

Teerã, 23 dez 2017 (AFP) - A polícia iraniana prendeu 230 jovens homens e mulheres em festas mistas onde bebidas alcoólicas eram servidas, informaram vários meios de comunicação neste sábado (23).

As detenções ocorreram em Teerã e seus arredores na madrugada de sexta-feira (22), quando os iranianos celebravam o tradicional festival de Yalda, símbolo da renovação e da vitoria da luz sobre a escuridão por ocasião do solstício de inverno.

"Cento e quarenta pessoas foram presas em uma residência em Lavassan", cidade 30 quilômetros a oeste de Teerã, onde muitos ricos de Teerã possuem casas, "enquanto dançavam e bebiam álcool [...] e 90 pessoas em uma casa no bairro de Farmanieh, no norte de Teerã", indicou Zolfaghar Barfar, chefe da polícia de Teerã, citado pela imprensa.

A polícia parece ter sido alertada por contas no Instagram que publicaram imagens dessas duas festas. A polícia também afirmou ter apreendido drogas durante as batidas.

As noitadas mistas entre pessoas não casadas e o consumo de álcool foram banidos no Irã desde a revolução islâmica de 1979.

De acordo com o Código Penal iraniano, as pessoas detidas podem ser multadas ou condenadas a chicotadas pelo consumo ou posse de álcool. Os organizadores podem ser condenados a penas de prisão.

A polícia também fechou 20 mercearias de Teerã que vendiam álcool e prenderam seus gerentes, informou a agência de notícias Isna, indicando que o álcool era vendido em garrafas de "uma marca iraniana de cerveja sem álcool".

De acordo com a imprensa local, a maior parte do álcool consumido no Irã é contrabandeada do Curdistão iraquiano e da Turquia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos