PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Polícia israelense prende três turistas turcos após 'incidente' em Jerusalém

23/12/2017 19h13

Jerusalém, 23 dez 2017 (AFP) - Um tribunal israelense ordenou a soltura de três turistas turcos neste sábado (23), um dia depois de sua detenção por um "incidente" com as forças da ordem na Esplanada das Mesquitas em Jerusalém Oriental, após a oração de sexta-feira.

O porta-voz da Polícia, Micky Rosenfeld, informou à AFP que os três cidadãos turcos foram presos por seu envolvimento "em um incidente no centro histórico de Jerusalém, depois das orações semanais (muçulmanas) no Monte do Templo", como os judeus chamam a Esplanada das Mesquitas.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, vê-se uma confusão entre vários homens de camisa vermelha com a bandeira turca e a Polícia israelense, na parte histórica.

A agência de notícias estatal turca Anadolu disse, por sua vez, que dois dos três homens - com dupla nacionalidade turca e belga - foram detidos por "agressão e por resistência à Polícia israelense", e que o terceiro foi acusado de "alteração da ordem pública e de manifestação ilegal".

Na audiência, hoje à tarde, o tribunal ordenou sua soltura e rejeitou o pedido da Polícia de prolongar sua detenção por quatro dias.

"O tribunal rejeitou o argumento da Polícia (...), segundo o qual constituíam uma ameaça para a comunidade", disse à AFP seu advogado Nick Kaufman, ressaltando que estava "claro que se tratou de um caso politizado".

A Turquia condenou firmemente o reconhecimento, por parte do presidente americano, Donald Trump, de Jerusalém como capital de Israel, em 6 de dezembro passado. Desde então, reina uma forte tensão na Cidade Santa, na Faixa de Gaza e na Cisjordânia ocupada, onde 11 palestinos morreram.

raz-jmm/hj/gk/es/pa/tt

Internacional