Presidente turco quer melhorar relações com UE

Istambul, 28 dez 2017 (AFP) - O presidente turco, Tayyip Erdogan, expressou seu desejo de ter relações melhores com a Alemanha e com a União Europeia (UE) ao final de um ano de tensões diplomáticas - em conversa com imprensa local nesta quinta-feira (28).

Este ano, Turquia e Alemanha tiveram uma profunda crise diplomática por causa dos expurgos feitos por Ancara em função da tentativa de golpe de Estado no país, em julho de 2016.

"Claro que queremos ter boas relações com a UE e com os países da UE", disse Erdogan aos jornalistas turcos a bordo do avião presidencial durante uma viagem pela Ásia.

"Sempre digo. Devemos reduzir a quantidade de inimigos e aumentar a quantidade de amigos", acrescentou.

O presidente turco assegurou que não há nenhuma razão para que não viaje para Alemanha, ou Holanda, dois países com os quais manteve relações tensas em 2017.

Erdogan felicitou os dirigentes alemães por compartilharem da mesma posição de Ancara sobre a firme condenação à decisão do presidente americano, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel.

"É muito satisfatório", afirmou, dando a entender que a posição da UE poderá contribuir para melhorar as relações com a Turquia.

Ele disse ainda que poderá viajar à França, mas não deu detalhes.

Segundo ele, Paris não abandonou Ancara na questão de Jerusalém.

O presidente turco antecipou também que poderá avaliar um encontro como papa Francisco, que também criticou a decisão americana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos