Suposto autor do atentado de São Petersburgo admite culpa

Moscou, 31 dez 2017 (AFP) - O suposto autor do ataque que deixou 18 feridos em um supermercado de São Petersburgo, preso no sábado pelo serviço de segurança russo, admitiu sua culpa, anunciaram no domingo os investigadores, que o descreveram como um desequilibrado.

"Durante seu interrogatório, o suspeito confirmou ter organizado e realizado o delito. Segundo ele, seu ato estava motivado por um ódio aos organizadores e membros das oficinas psicológicas a que assistiu", indicou o Comitê de Investigação russo em um comunicado.

Segundo os investigadores, o suspeito estava inscrito em uma clínica psiquiátrica desde que tinha 19 anos e tinha escondido perto do lugar da explosão dois dispositivos de memória USB com "informações sobre os motivos que o levaram a agir e uma fotografia do artefato explosivo".

"A investigação e a perícia, incluindo exames genéticos, confirmam a implicação do acusado na fabricação do artefato explosivo e a utilização dos dois dispositivos de memória USB", afirmou o comitê.

Os investigadores decidiram requalificar o caso, inicialmente aberto por "tentativa de homicídio", como "ato de terrorismo". O suposto autor deve comparecer ante um juiz no domingo à noite.

Uma fonte próxima ao caso disse à agência Interfax no sábado que o suspeito era um "habitante de São Petersburgo de 35 anos que se chama Dmitri Lukianenko" e que faz parte do "movimento nacionalista ocultista 'New Age'".

Segundo outras fontes citadas por meios russos, o suspeito levava uma vida antissocial e tinha sido condenado por posse de estupefacientes.

O perfil parece contrastar com o de um simpatizante da organização jihadista Estado Islâmico, que reivindicou o atentado através de um comunicado divulgado por seu órgão de propaganda, Amaq.

Na quarta-feira à noite, 18 pessoas ficaram feridas na explosão de uma bomba de fabricação caseira equivalente a 200 gramas de TNT em um supermercado de São Petersburgo. Oito das vítimas seguiam hospitalizadas no sábado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos