PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Turquia prende 20 suspeitos de terrorismo no aniversário do atentado de Ano Novo

Policiais reforçam a segurança nas ruas de Istambul para o Ano Novo: alerta total no aniversário de atentado - Emrah Gurel/AP
Policiais reforçam a segurança nas ruas de Istambul para o Ano Novo: alerta total no aniversário de atentado Imagem: Emrah Gurel/AP

31/12/2017 15h15

A polícia turca deteve, neste domingo (31), cerca de 20 suspeitos de extremismo, a poucas horas de uma virada de ano marcada pela sombra do atentado que deixou 39 mortos no ano passado em uma casa noturna de Istambul.

Em 1º de janeiro de 2017, pouco depois de 01h15, um homem armado com um fuzil de assalto irrompeu na célebre boate Reina de Istambul, onde matou 39 pessoas e feriu 79.

A maioria das vítimas era de estrangeiros que celebravam o Ano Novo nesta boate frequentada por turistas e celebridades.

Esse ataque, reivindicado pelo grupo extremista EI (Estado Islâmico), foi um novo golpe para a Turquia depois de um ano de 2016 especialmente sangrento, marcado por uma tentativa de golpe de Estado e um grande número de atentados mortais atribuídos a militantes curdos e ao EI ou reivindicados por eles.

Desde então, não houve grandes ataques na Turquia, e as forças de segurança do país realizam com frequência operações contra o EI.

Nestas últimas semanas, centenas de pessoas suspeitas de estarem relacionadas com o grupo extremista, entre elas muitos estrangeiros, foram detidas em todo o país. As autoridades afirmam que algumas preparavam atentados contra as celebrações de fim de ano.

Vinte pessoas suspeitas de estarem vinculadas com o grupo EI, entre elas 15 estrangeiros, foram detidas antes do amanhecer deste domingo, informou a agência de imprensa Dogan. Os meios turcos falavam de cerca de 200 detenções nos últimos dias, 75 delas na sexta-feira entre Ancara e Istambul.

Mais de 40.000 membros das forças de segurança foram mobilizados em Istambul - mais do dobro do dispositivo do ano anterior - e as autoridades proibiram as concentrações públicas em vários bairros durante o Ano Novo.

Estas restrições afetaram principalmente a emblemática praça Taksim de Istambul - no centro do bairro europeu -, o animado bairro de Besiktas e o de Sisli, conhecido por seus elegantes comércios e suas zonas residenciais.

A direção de segurança de Istambul anunciou na sexta-feira a proibição de veículos pesados em vários bairros da cidade deste domingo até segunda-feira.

Em Ancara, onde foram mobilizados 9.700 membros das forças de segurança, a circulação foi bloqueada em várias avenidas e os pedestres eram registrados antes de poder entrar nelas, anunciou o governador Ercan Topaca.

As autoridades de Istambul celebraram neste domingo uma pequena cerimônia em memória das vítimas da boate Reina no local do atentado, à qual compareceram algumas dezenas de pessoas, incluindo representantes dos consulados estrangeiros.

Internacional