Ataque aéreo mata cinco crianças e duas mulheres na Síria

Beirute, 2 Jan 2018 (AFP) - Ao menos cinco crianças e duas mulheres morreram nesta terça-feira em um bombardeio aéreo contra a localidade de Khan Subul, no centro da província de Idlib, no noroeste da Síria, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Tropas do regime sírio, apoiadas pela aviação russa, realizam uma ofensiva na região há uma semana.

Idlib é a única província síria totalmente em poder dos rebeldes, com forte presença dos jihadistas da Frente Fateh al Sham, antigo braço da rede Al-Qaeda.

"Há ao menos sete mortos, cinco crianças e duas mulheres", informou a ONG com sede na Grã-Bretanha.

"Não sabemos se foi um ataque aéreo do regime sírio ou da Rússia", disse à AFP o diretor da OSDH Rami Abdel Rahman.

Os combates prosseguem há vários dias no sudeste de Idlib e no nordeste da vizinha província de Hama, explicou Rahman.

A ofensiva do regime ocorre após dois meses de combates esporádicos, que deixaram cerca de 60 mil deslocados, segundo o gabinete de Assuntos Humanitários da ONU (OCHA).

A guerra civil na Síria, iniciada em 2011 com uma onda de protestos contra o regime de Bashar al-Assad, já provocou a morte de 340 mil pessoas.

str-tgg/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos