Diretor do Ballet de NY se demite por acusação de assédio sexual

Nova York, 2 Jan 2018 (AFP) - Peter Martins, direetor do New York City Ballet, anunciou sua saída depois de ter sido acusado de assédio e abuso sexual, informou o jornal The New York Times.

Mais de vinte bailarinas acusam Martins, de 71 anos de abusos verbais e físicos e de usar seu poder para obter favores sexuais.

"Neguei e, continuo negando, ter incorrido nessas condutas inapropriadas", escreveu em uma carta à direção do ballet, na qual comunicou sua demissão, segundo o texto divulgado pelo jornal.

Martins, que é dinamarquês, estava sendo investigado depois que uma carta anônima denunciou as acusações. Depois, um grupo de bailarinas fizeram novas acusações ao Times; algumas das ocorrência datavam dos anos 1988.

Ex-bailarino, Martins foi designado um dos diretores da companhia em 1983 e, seis anos depois, passou a ser o único diretor principal.

Martins é o mais recente nome arrastado pela onda de denúncias desatadas há meses e que acabaram com a carreira do megaprodutor hollywoodiano Harvey Weinstein.

ia/mtp/gm/cn

THE NEW YORK TIMES COMPANY

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos