Seis países entram para o Conselho de Segurança da ONU

Nações Unidas, Estados Unidos, 2 Jan 2018 (AFP) - Costa do Marfim, Guiné Equatorial, Kuwait, Holanda, Peru e Polônia ingressaram formalmente nesta terça-feira (2) ao Conselho de Segurança da ONU como "membros não permanentes", com o objetivo de "fazer a diferença", disse o presidente da entidade.

"A paz e a segurança são difíceis de conseguir", afirmou Kairat Umarov, embaixador do Cazaquistão, que em janeiro assumiu a presidência rotativa do Conselho. "Terão uma oportunidade real de fazer a diferença", acrescentou, durante cerimônia na sede da ONU.

Um depois do outro, os embaixadores dos seis novos integrantes - cinco homens e uma mulher - instalaram sua bandeira entre os outros nove membros do organismo.

O Conselho de Segurança tem 15 membros, cinco dos quais são permanentes e têm direito a veto na adoção de suas resoluções: Estados Unidos, Rússia, China, França e Reino Unido.

Entre os 15 embaixadores há 12 homens e três mulheres. À americana Nikki Haley e à polonesa Joanna Wronecka se somará a nova representante britânica, Karen Pierce, durante o mês de janeiro.

Os seis países que deixaram o Conselho de Segurança em 31 de dezembro são Japão, Egito, Senegal, Ucrânia, Uruguai e Itália.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos