Conselho de Segurança analisará protestos no Irã na sexta

Nações Unidas, Estados Unidos, 4 Jan 2018 (AFP) - O Conselho de Segurança das Nações Unidas se reunirá na sexta-feira, a pedido dos Estados Unidos, para analisar a onda de protestos que sacode o Irã, informou nesta quinta a presidência do órgão.

Moscou tem criticado a campanha de Washington para que o Conselho debata a situação no Irã, e ainda não está claro se a Rússia ou outro país tratará de bloquear a reunião, prevista para às 20H00 GMT (13H00 Brasília).

Diplomatas avaliavam nesta quinta-feira que a Rússia poderá pedir uma votação de procedimento antes do encontro.

Para se introduzir um novo tema na agenda de discussão do Conselho de Segurança é preciso o voto favorável de ao menos nove dos 15 membros, sem que se possa aplicar o direito de veto.

A embaixadora americana junto à ONU, Nikki Haley, garantiu no início da semana que seu país buscava uma reunião do Conselho para mostrar seu apoio aos manifestantes iranianos.

"As pessoas no Irã estão clamando por liberdade. Todos os amantes da liberdade têm que apoiar esta causa".

O vice-ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Ryabkov, advertiu os Estados Unidos para "qualquer tentativa de interferir nos assuntos internos" do Irã.

A Rússia afirma que os protestos não ameaçam a paz e a segurança internacionais, e que não são assunto para o Conselho de Segurança.

Ao menos 21 pessoas morreram e centenas foram detidas durante os protestos contra as dificuldades econômicas e o governo em Teerã.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos