Topo

FBI investiga fundação de ex-presidente Bill Clinton

05/01/2018 19h26

Washington, 5 Jan 2018 (AFP) - O FBI está investigando a fundação do ex-presidente americano Bill Clinton devido a pressões do presidente Donald Trump e após denúncias de corrupção feitas por legisladores republicanos, revelou nesta sexta-feira a mídia americana.

CNN, The New York Times e The Hill, o último um site de notícias dedicado ao Congresso, confirmaram que investigadores do Departamento de Justiça estão revisando assuntos relacionados a supostas doações à Fundação Clinton em troca de favores políticos quando a mulher do ex-presidente, Hillary Clinton, ocupava o cargo de secretária de Estado, entre 2009 e 2013.

O Departamento de Justiça não confirmou a investigação, mas informou em novembro ao líder do comitê judicial da Câmara de Representantes, Robert Goodlatte, que o procurador-geral, Jeff Sessions, avaliava a necessidade de indagar oficialmente sobre um polêmico acordo envolvendo urânio e um importante doador da fundação.

O caso envolve a venda, em 2013, da mineradora canadense Uranium One à estatal russa Rosatom, aprovada por Obama. O negócio permitiu à Rosatom controlar 20% das reservas de urânio dos Estados Unidos e foi fechado após a empresa norte-americana fazer doações à Fundação Clinton.

A Fundação destacou ter provado, em diversas ocasiões, que tal versão é falsa.

Nick Merrill, porta-voz de Hillary Clinton, disse ao The Hill que a investigação é "uma farsa" e garantiu que Sessions "está fazendo o que Trump lhe manda" neste caso.

No Twitter ou em seus discursos, Trump tem insistido que o Departamento de Justiça deve reabrir a investigação sobre o servidor particular usado por Hillary Clinton para enviar e receber e-mails oficiais quando era secretária de Estado de Barack Obama.

THE NEW YORK TIMES COMPANY