Moradores de Tóquio se assustam com falso alarme de terremoto

Tóquio, 5 Jan 2018 (AFP) - Os milhões de moradores de Tóquio receberam nesta sexta-feira um alerta preocupante em seu telefone sobre um poderoso terremoto, que resultou ser uma informação falsa, aparentemente provocada pela sucessão de dois pequenos tremores quase simultâneos.

"Terremoto ao largo da costa de Ibaraki [nordeste de Tóquio], prepare-se para grandes tremores", receberam os habitantes da capital japonesa pela manhã, antes de verificarem, aliviados, que nada estava acontecendo.

Mesmo o primeiro-ministro, Shinzo Abe, ficou surpreso com o alerta. Em imagens transmitidas pela televisão, ele aparecia olhando seu telefone enquanto os alarmes tocavam em seu escritório, antes de uma reunião de seu gabinete.

Enquanto isso, um apresentador da emissora pública NHK anunciava as precauções usuais para este tipo de incidente: "proteja-se, afaste-se dos móveis que podem cair".

Os trens pararam de circularam e os elevadores foram suspensos, de acordo com a imprensa local.

O que aconteceu, na realidade, foram dois terremotos moderados que não causaram danos quase ao mesmo tempo: um de magnitude 4,4 em frente à costa de Ibaraki e outro de magnitude 3,9 a 350 km de distância, na prefeitura de Toyama, na costa noroeste do país.

"Acreditamos que o sistema reagiu exageradamente ao combinar dois terremotos diferentes como se fosse apenas um", explicou um responsável da agência japonesa de meteorologia, que acrescentou que uma investigação foi aberta.

O sistema de alerta já falhou antes, causando confusão e preocupação, como em agosto de 2016, quando um falso alarme indicava a iminência de um terremoto de magnitude 9,1.

si-anb/phv/jvb/eg/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos