Organizam nas redes sociais roubos de lojas no México

México, 5 Jan 2018 (AFP) - Alguns roubos a estabelecimentos comerciais e supermercados foram registrados nos subúrbios da Cidade do México após serem convocados pelas redes sociais e por serviços de mensagens, informaram nesta sexta-feira (5) autoridades locais que detiveram mais de 80 pessoas pelos atos.

Na noite de quinta-feira, dezenas de homens - a maioria encapuzada - incendiaram e roubaram um supermercado em Zumpango, município do estado do México localizado na parte urbana da capital.

"Já são mais de 80 pessoas detidas por roubo em lojas (...) Foi reforçada a vigilância e coordenação com autoridades federais e municipais. Todo ato de furto será punido", informou a Secretaria de Segurança estadual no Twitter.

Esses roubos e ataques a comércios, que começaram na noite de quarta-feira, foram convocados nas redes sociais e por meio de aplicativos de mensagens. Através disto, os especialistas em cibernética da Polícia tentam identificar os responsáveis e monitoram possíveis novas convocações.

Após os roubos, mais de 800 agentes da Polícia foram mobilizados em diferentes pontos do estado do México, sobretudo os que são vizinhos da capital.

Os primeiros roubos foram reportados na noite de quarta-feira no município de Ecatepec, um dos com o maior índice de crimes do país.

Usuários das redes sociais que asseguram ser moradores de Ecatepec advertem que "o povo já está farto de pessoas que afetam a economia das famílias" e que lincharão os que forem surpreendidos nesses atos criminosos.

Embora essas ações de vandalismo sejam pouco frequentes no México, é a segunda vez que ocorrem em um ano, depois de algumas registradas no início de 2016 em protesto pela alta dos combustíveis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos