EUA querem que Coreia do Norte interrompa testes nucleares antes de negociar

Washington, 7 Jan 2018 (AFP) - O fim dos testes nucleares norte-coreanos é a principal condição de Washington para negociar com o regime de Pyongyang, afirmou neste domingo a embaixadora americana na ONU, Nikki Haley.

Os norte-coreanos "devem interromper seus testes nucleares e concordar em discutir a proibição de suas armas nucleares antes de qualquer negociação", disse a diplomata em entrevista ao ABC News.

A interrupção dos testes nucleares deveria se estender "por um período suficientemente longo" antes de que as discussões possam passar para "a fase seguinte".

"Isto não vai acontecer do dia para a noite", assinalou Nikki. Donald Trump disse que "poderíamos falar em um certo momento com a Coreia do Norte, mas muitas coisas teriam que acontecer antes disso", acrescentou.

O presidente americano, Donald Trump, havia afirmado ontem que estava disposto a conversar por telefone com o líder norte-coreano, Kim Jong-Un, depois que apareceram sinais tímidos de melhoria na relação entra as duas Coreias, após meses de escalada retórica belicista entre Pyongyang e Washington.

Nikki defendeu as declarações fortes e recentes do presidente Trump que contribuíram para o aumento da tensão com Pyongyang. "É muito importante que não o deixemos se tornar tão arrogante a ponto de não perceber a realidade do que aconteceria se ele iniciasse uma guerra nuclear", disse, referindo-se a Kim Jong-Un.

Nikki também elogiou as futuras discussões entre Seul e Pyongyang envolvendo a participação da Coreia do Norte nos Jogos Olímpicos de Inverno. "É bom para os Estados Unidos que as Coreias retomem as negociações", afirmou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos