Rebeldes rohingyas reivindicam emboscada contra Exército birmanês

Yangon, 7 Jan 2018 (AFP) - Os rebeldes rohingyas reivindicaram neste domingo (7) uma emboscada contra as forças de segurança birmanesas que deixou vários feridos no estado de Rakhine (norte), o primeiro ataque deste tipo na região em semanas.

A violência começou em agosto, com ataques a postos de polícia por parte dos rebeldes do Exército de Salvação dos Rohingyas de Arakan (ARSA, em inglês), que denuncia os maus-tratos sofridos por esta minoria muçulmana.

Os ataques provocaram uma campanha de repressão do Exército birmanês que a ONU qualificou de "limpeza étnica". Desde então, cerca de 650 mil rohingyas fugiram para o vizinho Bangladesh.

O Exército birmanês rechaça qualquer tipo de abuso e defende que as operações são uma resposta proporcional à ameaça "terrorista".

O Exército de Mianmar declarou que uma "dezena" de rohingyas preparou uma emboscada a um de seus veículos na sexta-feira com a ajuda de minas artesanais.

Dois oficiais e o motorista ficaram feridos, segundo a mesma fonte.

Os rebeldes reivindicaram este ataque em sua conta oficial do Twitter.

"O ARSA declara que realizou uma emboscada contra o Exército terrorista birmanês em 5 de janeiro de 2018", diz o texto, sem dar mais detalhes sobre a natureza do ataque.

"O povo rohingya deve ser consultado sobre todas as decisões que afetem suas necessidades humanitárias e seu futuro político".

Os muçulmanos rohingyas representam a maior população apátrida do mundo desde que retiraram a sua nacionalidade birmanesa em 1982, durante o regime militar.

Ele não têm documentos de identidade e não podem viajar nem se casar sem autorização. Tampouco têm acesso ao mercado de trabalhou, ou a serviços públicos como escolas e hospitais.

TWITTER

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos