Topo

Michael Douglas e James Franco negam acusações de má conduta sexual

10/01/2018 17h02

Los Angeles, 10 Jan 2018 (AFP) - O ator americano Michael Douglas desmentiu, antes de que fosse publicado, um suposto episódio de comportamento sexual inapropriado há 32 anos, ao mesmo tempo em que seu colega James Franco negou ser culpado de outro caso.

Após a cerimônia do Globo de Ouro realizada em Hollywood e dominada por uma campanha em defesa das mulheres, no domingo, chegou a vez de Michael Douglas, de 73 anos, de ser alvo de acusações.

O ator explica que decidiu contar sua versão à revista especializada Deadline quando soube que as acusações seriam publicadas em outro meio, em uma "iniciativa preventiva".

A mulher, cujo nome não foi divulgado, "diz que me masturbei na frente dela", afirmou Michael Douglas nesta entrevista publicada na internet na terça-feira à noite. "Nem sei por onde começar, é uma mentira total, uma invenção, não há nada de verdade nisso".

"É extremamente doloroso", acrescentou o ator, duas vezes ganhador do Oscar. "Eu não tenho cadáveres no armário, nem qualquer outra pessoa que esteja revelando ou falando a mesma coisa, não consigo entender porque, depois de 32 anos, isto está saindo agora".

Seu colega James Franco foi atacado nas redes sociais nesta semana por acusações de conduta sexual inapropriada, em particular pela atriz Ally Sheedy.

Pouco depois de Franco, de 39 anos, receber um Globo de Ouro de melhor ator por seu filme "Artista do Desastre", Ally Sheedy, de 55 anos, escreveu no Twitter que não entendia porque o ator foi convidado à cerimônia.

"James Franco acaba de ganhar. Por favor nunca me perguntem porque deixei a indústria do cinema e da televisão", acrescentou Sheddy, que trabalhou com Franco três anos atrás em uma obra de teatro no circuito off Broadway. As mensagens foram apagadas depois.

- "Grande respeito por ela" -"Não tenho ideia do que fiz a Ally Sheedy", reagiu o ator no programa "The Late Show with Stephen Colbert" na terça-feira. "Tenho um grande respeito por ela, não sei porque está irritada, apagou os tuítes, não sei, não posso falar por ela".

Franco negou todas as acusações recentes, incluindo as de outra atriz, Violet Paley, que também o o acusou no Twitter.

"Lembra da vez que você empurrou minha cabeça em um carro para o seu pênis exposto? Ou aquela outra em que você disse a minha amiga que fosse ao seu hotel quando tinha 17 anos, depois de que te viram fazendo o mesmo com outra menina de 17 anos?", escreveu Paley.

"As coisas que ouvi, que estiveram no Twitter, não são precisas, mas apoio totalmente as pessoas que rompem o silêncio e podem ter voz, porque não foram escutadas durante muito tempo, portanto eu não quero calá-las. É uma coisa boa e eu as apoio", respondeu Franco no programa de Colbert.

"Se eu fiz algo errado, vou consertá-lo", acrescentou.

Uma conferência programada para quarta-feira pelo New York Times com James Franco e seu irmão, Dave, com motivo do lançamento do seu filme, foi cancelada.