Canadá espera salvar Nafta, mas se prepara para o pior

Ottawa, 11 Jan 2018 (AFP) - O Canadá espera avançar nas negociações com o México e os Estados Unidos para modernizar o Tratado de Livre-Comércio Nafta, apesar da possibilidade latente de Washington se desvincular, disse nesta quinta-feira (11) a ministra canadense de Relações Exteriores, Chrystia Freeland.

Os três países estão perto de acordos em diversos assuntos complicados, e "seria muito bom que avançássemos em Montreal", disse Freeland à imprensa.

Delegados dos países do Nafta vão se reunir de 23 a 28 deste mês em Montreal para prosseguir com a renegociação deste acordo, imposta pelos Estados Unidos no ano passado. Os três sócios estabeleceram a meta de concluir as discussões até março.

Contudo, uma fonte do governo canadense disse à AFP que Ottawa está se preparando para a possibilidade de que os Estados Unidos anunciem logo sua saída do acordo, válido desde 1994.

Freeland disse que essa eventualidade está na mesa desde o momento em que o presidente Donald Trump exigiu renegociar o tratado por considerar que prejudica as empresas e trabalhadores de seu país.

"Desde o início, os Estados Unidos disseram claramente que poderiam invocar o artigo 2205. Isso não é um segredo", afirmou. "E acho que devemos considerar a palavra de nossos vizinhos, considerá-la seriamente", acrescentou.

O artigo 2205 do Nafta estabelece que quem quer se separar do acordo deve informar por escrito a seus sócios e em seguida iniciar um processo de ruptura que dura seis meses.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos