Canadá saúda proposta de Trump de ampliar negociações do Nafta

Ottawa, 12 Jan 2018 (AFP) - O Canadá apoia ampliar a renegociação do tratado de livre comércio da América do Norte (Nafta), disse nesta sexta-feira a chanceler Chrystia Freeland, em resposta a uma proposta do presidente americano, Donald Trump.

Trump disse ao The Wall Street Journal que era "um pouco flexível" sobre o calendário das conversações entre os dois países e o México, e que não queria apressar a assinatura de um acordo para antes das eleições presidenciais mexicanas, em julho.

"Penso que é uma proposta construtiva do presidente. Penso que todos estão aguardando as eleições mexicanas", declarou Freeland.

A pedido de Trump, delegados de Canadá, México e Estados Unidos negociam há seis meses para tentar renovar o acordo, firmado em 1994.

Os três países, que retomam as negociações entre 23 e 28 de janeiro, em Montreal, têm previsto negociar até o final de março.

Freeland assinalou que "impor prazos artificiais não era necessariamente a posição canadense". "Sempre compreendemos que esta era uma negociação muito complexa".

Sobre o tamanho do Nafta - que envolve 500 milhões de consumidores e um PIB conjunto de mais de 21 trilhões de dólares - Freeland disse que o "Canadá está preparado para levar o tempo que for necessário para fazer a coisa certa".

Na mesma entrevista, Trump reafirmou a ameaça feita durante a campanha: "Se não houver o acordo correto cancelarei o Nafta".

"Estamos preparados para esta possibilidade", declarou na quarta-feira um funcionário canadense à AFP.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos