Irã descarta chances de sobreviventes em petroleiro em chamas

Teerã, 14 Jan 2018 (AFP) - Não há mais esperança de encontrar sobreviventes entre os membros da tripulação do petroleiro iraniano em chamas há uma semana no Mar da China, informou à televisão estatal o porta-voz da equipe de resgate enviada pelo Irã.

O petroleiro tinha 32 tripulantes a bordo - 30 iranianos e dois bengaleses. Três corpos foram encontrados.

No sábado, a China recuperou a caixa preta e dois corpos de marinheiros do navio petroleiro.

"Os membros da tripulação do navio morreram durante a primeira hora após o acidente por causa do poder da explosão e da fumaça de gás", indicou o porta-voz Mohammad Rastad.

"Não há esperança de encontrar sobreviventes (...) Dois terços do petroleiro afundaram, o fogo se espalhou e envolve completamente o navio e não podemos nos aproximar", acrescentou.

O petroleiro Sanchi, com 136 mil toneladas de hidrocarbonetos leves (condensados) a bordo, pegou fogo em 6 de janeiro após colidir com um navio de carga chinês. O acidente ocorreu cerca de 300 quilômetros a leste da cidade chinesa de Xangai.

O petroleiro de bandeira panameña pertence à National Iranian Tanker Company (NITC), operadora que administra a frota de petroleiros do Irã. Ele se dirigia à Coreia do Sul, com carga destinada à Hanwha Total.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos