Presidente palestino chama esforços de paz de Trump de 'bofetada do século'

Ramallah, Territórios palestinos, 14 Jan 2018 (AFP) - O presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, classificou neste domingo os esforços de paz do presidente americano, Donald Trump, de "bofetada do século", e descartou com firmeza qualquer mediação de Washington no processo de paz.

"Dizemos não a Trump, não aceitaremos seu plano. O acordo do século é a bofetada do século, portanto não iremos aceitá-lo", afirmou Abbas - referindo-se à promessa de Trump de alcançar o "acordo final" - a paz entre israelenses e palestinos - , dando o tom de uma reunião importante do Comitê Central da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) que começou neste domingo.

Durante a reunião de dois dias em Ramallah, os líderes palestinos devem decidir como enfrentar o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel anunciado por Trump em dezembro passado.

A suspensão do reconhecimento histórico de Israel, em vigor desde 1988, é uma das opções propostas para o debate do Conselho Central, um dos órgãos da OLP, entidade reconhecida internacionalmente como representante dos palestinos dos territórios e da diáspora, indicaram delegados.

Após rejeitar qualquer mediação americana, Abbas afirmou que Israel "pôs fim" aos acordos de Oslo assinados em 1993 sobre a autonomia palestina, base das negociações de paz.

"Estou dizendo que já não há Oslo", repetiu, assinalando que deveriam ser tomadas decisões para o futuro durante a reunião de dois dias.

jod-sy/mib/nbz/pa/lb

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos