Conselho palestino exorta OLP a suspender reconhecimento de Israel

Ramallah, Territórios palestinos, 15 Jan 2018 (AFP) - O Conselho Central palestino solicitou nesta segunda-feira à Organização para a Libertação da Palestina (OLP) a suspensão do reconhecimento do Estado de Israel, em resposta à decisão do presidente americano, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel.

Em votação na cidade de Ramallah, na Cisjordânia ocupada, o Conselho Central da OLP "encarregou o comitê executivo (da organização) de suspender o reconhecimento de Israel até que este último reconheça o Estado da Palestina em suas fronteiras de 1967, anule a anexação de Jerusalém Oriental e suspensa suas atividades de colonização".

A medida foi aprovada por 74 votos contra dois e 12 abstenções, constatou a AFP.

A OLP é a organização internacionalmente reconhecida como a representante de todos os palestinos e seu comitê executivo é a única instância habilitada para tomar decisões sobre o processo de negociação com Israel.

Não está claro se a votação do Conselho Central é vinculante, mas uma decisão anterior do órgão, em 2015, sobre a suspensão da coordenação de segurança com Israel jamais foi implementada.

O Conselho Central da OLP foi convocado de maneira extraordinária para responder à decisão de Trump sobre Jerusalém, anunciada no dia 6 de dezembro. A partir desta data, 17 palestinos e um israelense já morreram na onda de violência desatada com a medida.

No domingo, o presidente palestino, Mahmud Abbas, declarou que "o assunto do século se transformou na bofetada do século", ao se referir a proclamada vontade de Trump de presidir o "último acordo" diplomático entre israelenses e palestinos.

na-jod/jlr/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos