Mil jovens acusados na Dinamarca de difundir vídeos sexuais no Facebook

Estocolmo, 15 Jan 2018 (AFP) - Mais de 1.000 jovens estão sendo acusados na Dinamarca por terem difundido através do aplicativo de mensagens do Facebook vídeos que mostram dois adolescentes de 15 anos mantendo relações sexuais, anunciaram as autoridades nesta segunda-feira (15).

O Facebook se dirigiu às autoridades americanas depois de ter sido informado da existência de dois vídeos e uma foto de 2015 em que se vê um menino e uma menina mantendo relações sexuais consentidas.

A Europol advertiu então as autoridades dinamarquesas.

Os documentos foram difundidos na rede social entre 2015 e o outono (boreal) de 2017, e compartilhados por cerca de 800 meninos e 200 meninas, em sua maioria com entre 15 e 20 anos.

A polícia anunciou que tinha emitido acusações contra cada um deles.

"Trata-se de um caso muito amplo e complexo cuja investigação levou muito tempo, principalmente devido ao grande número [de pessoas] acusadas", indicou em um comunicado o inspetor-chefe da polícia de Nordsjaelland (norte), Lau Thygeses.

Embora na Dinamarca a idade do consentimento sexual esteja fixada em 15 anos, a lei dinamarquesa estabelece que a difusão de mensagens de caráter sexual com pessoas menores de 18 anos é um delito de pornografia infantil, que pode levar a penas máximas de seis anos de prisão.

Se forem declarados culpados, os suspeitos deste caso poderiam enfrentar o pagamento de uma simples multa ou uma pena de prisão em suspenso de 20 dias, suscetível de ficar registrada em seus antecedentes penais, indicou a polícia.

FACEBOOK

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos