UE avalia 'implicações' do ultimato de Trump sobre acordo nuclear iraniano

Estrasburgo, França, 16 Jan 2018 (AFP) - A União Europeia (UE) e os três países europeus signatários do acordo nuclear com o Irã "avaliam cuidadosamente as implicações" do comunicado do presidente americano, Donald Trump, que quer negociar um "acordo de controle" para endurecer o texto, indicou o responsável europeu nesta terça-feira (16).

"Estamos atualmente, os E3 (França, Alemanha e Reino Unido, signatários do acordo nuclear com Rússia, China, Estados Unidos e Irã) e os outros Estados-membros da UE, discutindo cuidadosamente o comunicado e suas implicações", afirmou o comissário europeu Johannes Hahn ao Parlamento da UE.

"Apesar de minha forte inclinação, ainda não retirei os Estados Unidos do acordo nuclear com o Irã", disse Trump na sexta-feira.

Concretamente, restam 120 dias - até a próxima data-limite de suspensão das sanções - para encontrar um entendimento com os europeus sobre "um acordo de controle" que pretende endurecer as condições do texto final, informou uma alta autoridade do governo americano.

A questão será abordada pela Alta representante da UE para as Relações Exteriores, Federica Mogherini, durante uma reunião na segunda-feira em Bruxelas com os chefes da diplomacia dos 28 países da UE.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos