UE deixa porta aberta para recuo do Brexit, diz presidente do bloco

Estrasburgo, França, 16 Jan 2018 (AFP) - O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, sinalizou nesta terça-feira (16), em Estrasburgo, que as portas do bloco continuam abertas para os britânicos, indicando, com isso, que o Brexit poderia ser revertido.

A declaração foi dada no Parlamento Europeu, ao comentar o processo de saída do bloco, o qual deve estar concluído em março de 2019.

"Se o governo britânico se apegar a sua decisão de ir embora, o Brexit se transformará em uma realidade com todas as consequências negativas (...), a menos que haja uma mudança de opinião por parte dos nossos colegas britânicos", disse Tusk à Eurocâmara.

"Nós, no continente, ainda não mudamos de ideia. Nossos corações ainda estão abertos para vocês", garantiu o dirigente, que coordena os trabalhos dos presidentes europeus em um debate sobre a cúpula de líderes celebrada em dezembro.

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, reiterou que "a porta da UE continua aberta" e disse esperar que a mensagem de Tusk "seja claramente em Londres".

Em um referendo em junho de 2016, os britânicos decidiram abandonar o bloco europeu. Na última semana, porém, ganhou força a ideia de uma segunda consulta ao fim das negociações de divórcio em curso entre Londres e Bruxelas.

Ferrenho defensor do Brexit, o político britânico Nigel Farage sugeriu, na quinta-feira passada, a possibilidade de realizar um segundo referendo sobre o tema, antes da saída definitiva.

Nesse sentido, o presidente do Conselho Europeu se referiu diretamente ao negociador britânico para o Brexit: "não foi o próprio David Davis que disse que, se uma democracia não puder mudar de opinião, deixa de ser uma democracia?".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos