Irã adverte que ameaças de Trump colocam em risco acordos com Airbus

Teerã, 17 Jan 2018 (AFP) - O Irã advertiu nesta quarta-feira que os contratos para comprar aviões do construtor europeu Airbus estão em risco pelas ameaças de Donald Trump de romper o acordo de 2015 sobre o programa nuclear iraniano.

"Considerando a posição de Trump de se retirar do JCPOA [o acordo nuclear], temos que estar seguros de que as licenças seguirão sendo válidas (...) independentemente das decisões que os Estados Unidos tomarem", disse o vice-ministro de transportes, Asghar Fajrié Kashan, à agência de notícias reformista ILNA.

"Enquanto as incertezas não forem resolvidas, não faremos os pagamentos iniciais", advertiu.

Uma das cláusulas do acordo de 2015 - que suspendeu parte das sanções internacionais contra o Irã em troca do abandono de seu programa nuclear - abriu o caminho para a compra de aviões de construtores estrangeiros.

Em 2016, a Oficina de Controle de Ativos Estrangeiros dos Estados Unidos (OFAC) autorizou a Airbus a vender cem aviões à companhia aérea nacional iraniana Iran Air, que também comprou 80 aparelhos da Boeing.

A Airbus precisa da autorização de exportação dos Estados Unidos porque algumas das peças de seus aviões são fabricadas nesse país.

Na última sexta-feira, Trump ameaçou se retirar do acordo se não houver avanços nas negociações sobre o programa de mísseis iraniano, uma decisão que poderia afetar as licenças da OFAC.

AIRBUS GROUP

BOEING

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos